segunda-feira, 17 de maio de 2010

Respira Itacaré: Banda Asé Dùdú em encontro musical com a banda Jamaram






A Banda da Casa do Boneco Asé Dùdú (Comando Negro) vivenciou dois momentos de integração musical com abanda alemã Jamaram na abertura do respira Itacaré através de work shop musical na tarde do dia 15 na Casa e show público na Pituba na noite do mesmo dia.


Núcleo de Políticas Públicas do IFV: projetos 2010

O Instituto Floresta Viva continua sua atuação com as comunidades quilombolas de Itacaré e estende ao município de Maraú a partir dos projetos Rede Mulher Quilombola e Agenda Quilombo.
Em parceria com o MDA e com associações locais, o Agenda quilombo atua realizando oficinas de planejamento comunitário com o objetivo de criar uma agenda básica de planejamento participativo por comunidade (5 em Itacaré e 5 em Maraú) e em articulação entre as comunidades (atuação em rede). O projeto Rede Mulher atua apenas em Itacaré reunindo mulheres quilombolas da cidade e da campo no aprendizado do artesanato de produtos florestais e de argila, o projeto também irá gerar um plano de comercialização e a organização de uma entidade de mulheres com foco em consolidar negócios solidários, geração de renda e construção de relações de gênero mais saudáveis.

Os dois projetos culminarão com a realização do III Encontro Quilombola do Sul da Bahia e I Encontro da Rede Mulher Quilombola.
Oficina Participativa no Quilombo Empata Viagem
Debates para pensar e problematizar as questões ambientais e agropecuárias
Integração e ancestralidade



Em pouco tempo de aprendizado o resultado já impressiona
Oficina de produtos florestais

.Oficinas de gênero


Projeto Ori Molê - Intercâmbio com a APAEB

Como resultado do Projeto Ori Molê promovido pela Casa do Boneco em parceria com o Ministério do Turismo, o primeiro intercâmbio realizado no final do mês de abril, em parceria com a APAEB de Valente, sertão baiano, teve como intuito colaborar com o incentivo à organização do artesanato como atividade produtiva indispensável no desenvolvimento comunitário.

Na experiência de Valente a referencia do artesanato de sisal e de uma cadeia produtiva que se extendeu para além do artesanato de tapetes e atingiu diversas áreas como a escola agrícola, o turismo rural, a apicultura, os espaços de cultura e arte, conseguindo numa pequena cidade do sertão fazer o diferencial em desenvolvimento comunitário principalmente nas áreas de geração de renda, diversificação da produção e organização social.

Além de receber os ensinamentos da riquíssima experiência de Valente, a estadia da Casa do Boneco na cidade gerou bastante interesse da comunidade local com a abordagem afro. Nesse sentido foi realizado pela Casa palestra, oficina e show cultural na escola agrícola e no clube social.

A proposta da viagem foi conjugada com a oficina de marketing e atendimento ao cliente que em sua próxima etapa estará sendo abordada a partir dos estudos de caso feitos em Valente e um estudo comparativo com a realidade do processo produtivo na Casa do Boneco, a partir do primeiro módulo da oficina que abordou teoricamente os conceitos e princípios do Marketing.

O projeto Ori Molê ainda realizará até 2011 mais 2 intercâmbios, para Lançóis e Salvador.
Fábrica de tapetes


Mostruário de tapetes de sisal
Matéria prima sendo processada
Espaços de comercialização

Palestras e debates durante as visitas




Estudos de caso